Skip to content

PicPay é de qual banco? De onde é? Quem é o Dono? (2021)

PicPay banco

A escolha por um banco tem sido cada vez mais difícil, visto que existem inúmeras opções no mercado, inclusive os bancos digitais e as carteiras digitais – sendo que estas últimas, na maioria das vezes, têm tantas funcionalidades quanto um banco “convencional”.

Neste mar de opções está o PicPay, uma fintech brasileira com milhões de clientes. Afinal, o PicPay é de qual banco? De onde é? Quem é o dono? Confira estas e muitas outras respostas no artigo a seguir!

PicPay é de qual banco? 

Você sabia que o PicPay nasceu do zero, e não pertence a nenhum outro banco? 

Ele foi fundado no ano de 2012 como uma carteira digital, sendo uma empresa convencional, sem pertencer a nenhuma outra. 

Perceba que faz apenas 9 anos que ele foi fundado, mas seu sucesso é indescritível, inclusive concorrendo com empresas semelhantes tradicionais do mercado, que estão presentes há décadas!

Quem é o dono do PicPay?

O fundador do PicPay foi Anderson Chamon. Em entrevistas, ele diz que no início do aplicativo conhecia todos os clientes pelo nome. Mas, após ter milhões de usuários, isso tornou-se uma missão impossível!

Atualmente, a carteira digital é controlada pelo grupo J & F, sendo José Antônio Batista da Costa o CEo da empresa.

De onde é o PicPay?

A Fintech foi criada no Espírito Santo, sendo o PicPay um aplicativo 100% brasileiro. Isso é muito interessante, concorda?

Veja também:  Prime Cursos é Confiável? É Reconhecida pelo MEC?

Atualmente, é possível usar a carteira digital em qualquer lugar do mundo, o que traz uma comodidade aos clientes e posiciona o app a nível internacional.

PicPay banco

PicPay é seguro e confiável?

Uma das maneiras de conferir se uma empresa é “boa”, é realizando uma pesquisa em sites de reclamação, como o Reclame Aqui. Você já ouviu falar dele, em algum momento?

Nós realizamos uma busca sobre o PicPay em tal site, e encontramos os seguintes índices:

  • 97% das reclamações foram respondidas.
  • 51% dos clientes voltariam a fazer negócio.
  • 64% dos problemas foram solucionados.
  • A nota média dada pelo consumidor foi de 4,6 (total de 10).

Também, o próprio Reclame Aqui dá uma nota a empresa. No caso do PicPay foi de 6,3 pontos (total de 10), considerado “Regular” pelo site.

Apesar de quase todas as reclamações terem sido respondidas, é preciso avaliar que boa parte dos clientes não estavam satisfeitos.

As maiores reclamações giram em torno de pagamentos virtuais, uma das principais funções do app. 

Portanto, utilize o PicPay com cautela. Caso tenha qualquer problema, entre em contato diretamente com a empresa ou poste seu comentário no próprio Reclame Aqui e veja o que acontece!

Como funciona o PicPay?

Depois de saber muitas questões “teóricas” do PicPay, é provável que você esteja curioso para saber como ele funciona na prática, não é?

1 – Como ter acesso?

Qualquer pessoa pode ter acesso ao PicPay, desde que faça o download na loja de apps do seu celular (iOS ou Android).

Feito isso, basta se cadastrar. E fique tranquilo, pois todo o processo é gratuito!

2 – É possível ganhar dinheiro

A partir do momento que você tem uma conta no PicPay, saiba que é possível ganhar dinheiro através dela!

  • Indique o app para amigos, e ganhe R$ 10 por cada novo usuário.
  • Tenha acesso a cupons de desconto para pagamentos.
  • Fique de olho nas possibilidades de cashback (dinheiro de volta).
  • Coloque algum dinheiro na conta e veja-o render diariamente (muito mais que a poupança).
Veja também:  Como Cancelar Pedido Shopee (Cancelamento)

Incrível, né? Estas são funções que bancos tradicionais não irão lhe proporcionar!

3 – Faça transações

Inúmeras são as funcionalidades do PicPay. Você pode transferir dinheiro para amigos, realizar PIX, pagar boletos, pagar suas contas com cartões de crédito de outras instituições, e muito mais.

Fique atento para quais transações são gratuitas e quais delas são pagas. Sabendo disso, compare os valores com o banco que você já utiliza e veja qual vale mais a pena.

4 – Faça cobranças

Se você é empreendedor, saiba que também é possível realizar cobranças através do PicPay – na versão chamada “Pro”.

É cobrada uma taxa de 3,99% por recebimento feito através do app, valor que pode ser inferior ao cobrado por muitas máquinas de cartão (tanto de débito como de crédito).

O que achou de todas as funções do PicPay? Como ele é gratuito, vale a pena testar e analisar se ele vale ou não a pena para você!

Já teve alguma experiência com esta carteira digital? Ela foi positiva ou negativa?